quinta-feira

Quanto gastam e produzem os deputados gaúchos em Brasília


Cinco semanas antes das eleições, um levantamento de Zero Hora mapeia a atuação dos 31 deputados federais gaúchos.

Juntos, eles gastaram R$ 15 milhões somente com as despesas dos gabinetes. Metade desse valor foi aplicada em combustível, hospedagem e alimentação dos deputados em deslocamentos pelo Estado. Mais R$ 3,5 milhões custearam aluguéis de escritórios regionais, e R$ 2 milhões, propaganda. O restante cobriu despesas com material de expediente, consultoria técnica e segurança. Nesse período, os gaúchos apresentaram 426 projetos de lei e tiveram um índice médio de 82% de presença às 571 sessões deliberativas da Câmara de 18 de fevereiro de 2003 a 2 de agosto deste ano - uma falta a cada 5,7 sessões.

ZH coletou informações junto à Mesa Diretora da Câmara, a tribunais eleitorais, à ONG Transparência Brasil e ao Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

O resultado reflete o período de fevereiro de 2003, quando começou a atual legislatura, a agosto deste ano. Érico Ribeiro (PP) foi o único a não autorizar a divulgação de suas despesas de gabinete de 2003. Edir Oliveira (PTB), José Otávio Germano (PP), Marco Maia (PT) e Osmar Terra (PMDB) não cumpriram todo o mandato. Maia assumiu em 2005, e os outros três, este ano.

São 26 os deputados candidatos à reeleição. Alceu Collares (PDT), Francisco Turra (PP) e Yeda Crusius (PSDB) são candidatos ao governo do Estado. Kelly Moraes e Francisco Appio (PP) irão disputar uma vaga na Assembléia.

Três deputados gaúchos citados por CPI tentam reeleição

2 comentários:

Helena de Tróia disse...

A única coisa que falta nesse País é notícia boa:))

Santa disse...

Querido
Ao comemorar, o primeiro ano do Blog da Santa não poderia deixar de agradecer atenção que sempre recebi desse blog. Bjs